Para que uma dor seja considerada crônica é preciso que a mesma perdure por pelo menos três meses. Também é crônica uma dor que, mesmo tratada, persista por um mês ou mais. A palavra miofascial é usada para descrever a condição clínica em que há intensa dor muscular regional, geralmente, associada a um ou dois pontos dolorosos.

A dor miofascial é uma dor crônica que afeta os tecidos conjuntivos, responsáveis por cobrir os músculos. Geralmente, os ‘pontos de gatilho’ da dor miofascial surgem como resposta a alguma lesão na região. Não raro, o uso excessivo do músculo ou a falta de cuidado, quando há má postura da coluna vertebral, leva à enfermidade. O problema é mais comum em indivíduos do sexo feminino, de meia-idade e sedentários, no entanto, pode ocorrer em qualquer idade.

Posteriormente ao diagnóstico, os ‘pontos de gatilho’ devem ser cuidadosamente avaliados e caracterizados por um especialista. O tratamento da dor miofascial vai desde tratamento não medicamentoso, com uso de analgésicos e opióides; até tratamentos com radiofrequência, bloqueios, infiltrações, bombas de medicação e neuroestimuladores.


foto 3x4 do neurocirurgiao rodrigo mafaldo

Dr. Rodrigo Cadore Mafaldo
Especialista em Coluna
CRM: 30475  RQE: 25595

Realizou residência médica em neurocirurgia no Hospital Santa Monica, GO.
Fellowship Minimally Invasive Cranial Surgery, em Ohio State University, USA.
Advanced Technics Young Neurosurgeon – Tübingen University Germany