As dores na coluna têm como principal causa a má postura, estresse, cansaço, sedentarismo e levantamento de peso além do suportado, levando ao surgimento de inflamações. Felizmente, esses processos inflamatórios mais simples, normalmente, podem ser tratados apenas com medicação e fisioterapia. Em casoso mais graves, é possível recorrer à cirurgia de coluna.

As dores de coluna podem surgir em qualquer uma das três diferentes áreas da coluna: cervical, dorsal e lombar ou lombossacra. Entretanto, os sintomas podem ser maquiados, já que são iguais quando se está na fase aguda do problema.

Dor na Coluna Cervical:

A cervical é a região da coluna responsável por proteger a medula espinhal, garantir a sustentação e a movimentação do crânio. As dores de coluna localizadas nesta região afetam cerca de 20% da população mundial, sendo a cervicalgia o nome dado a esses desconfortos. As causas da cervicalgia estão intimamente ligadas ao sedentarismo, ao envelhecimento da população e vícios posturais.

Dor na Coluna Dorsal:

A dorsalgia, conhecida também como dor na coluna torácica, pode ter causa em lesões musculares, nervos, ossos, articulações, entre outras. Esforço exagerado, contusões e distensões musculares estão entre as principais causas da dor de coluna dorsal.

Dor de Coluna Lombar:

Esta dor nas costas tem o nome de lombalgia e é uma das maiores queixas em consultórios médicos. As causas estão ligadas a má postura, a permanecer muitas horas sentados em uma cadeira inapropriada, entre outros motivos.

Tratamento da Dor de Coluna:

Do caso da dor de coluna não cessar, pode ser indicado a cirurgia de coluna com um médico especialista. Este  examinará o quadro do paciente e atentará para fatores de alerta, como a idade do paciente, trauma por uso de energia além do suportado, associação com febre, tempo de duração ou déficits neurológicos, tais como sensação de formigamento, perda de força nos membros superiores ou inferiores, entre outros.

Nos casos mais graves, como uma hérnia de disco, o médico neurocirurgião especialista em coluna pode realizar a cirurgia minimamente invasiva da coluna. Este procedimento permite que o paciente tenha um menor tempo de recuperação, uma vez que a cirurgia é feita por meio de endoscópios e microscópios inseridos por orifícios da espessura de uma caneta.