Metástase Cerebral: Pacientes com câncer podem apresentar uma migração de células tumorais através da corrente sanguínea, que acabam atingindo outro órgão, a principio sadio. Esse processo é conhecido como metástase.

Os tumores primários mais comuns de metastizar para o cérebro têm sua origem principalmente no pulmão, seguido pela mama e pele (melanoma).

Sintomas da Metástase Cerebral:

Os sinais e sintomas das metástases cerebrais dependem muito do tamanho do tumor e sua localização no cérebro. As metástases cerebrais surgem na circulação terminal dos vasos cerebrais, tendo uma localização mais periférica. A grande maioria dessas lesões encontra-se na fossa posterior, área do cerebelo responsável pelo equilíbrio e coordenação do corpo.

Os sintomas mais comuns são dor de cabeça pela manhã, náuseas, vômitos, alteração do nível de consciência, dentre outros. Há casos em que as metástases não são diagnosticadas devido ao seu pequeno tamanho e ao fato de estarem em áreas não eloquentes.

Diagnóstico de Metástase Cerebral:

O diagnóstico de metástase cerebral é realizado através de tomografia computadorizada do cérebro, de preferência com contraste e/ou ressonância magnética de encéfalo, exames solicitados após suspeita clínica através do exame físico do paciente.

Tratamento de Metástase Cerebral:

O tratamento  de metástase cerebral depende muito das condições clínicas do paciente. Pacientes com expectativa de vida baixa e metástases múltiplas devem ser acompanhados.

Lesões profundas, de difícil acesso cirúrgico são tratadas com radioterapia. Já lesões com acesso cirúrgico seguro e paciente em bom estado geral são operados.

Não há um escanograma para pacientes com metástase cerebral, cada caso deve ser analisado individualmente para seu tratamento.