Também chamado de Schwannoma, o neurinoma do acústico é um tumor que surge do nervo vestibular. Esse nervo possui relação anatômica na fossa posterior do crânio com o nervo facial, que realiza toda a mobilidade da face, e o nervo vestíbulo-coclear, fazendo relação com equilíbrio e audição.

Pacientes com neurofibromatose tipo 2 apresentam maiores chances de desenvolver a doença.

Sintomas do Neurinoma do Acústico:

Os sintomas mais comuns do neurinoma do acústico são perda de audição em um dos ouvidos e perda de equilíbrio. Outros sintomas associados também podem surgir, como fraqueza e perda de sensibilidade da face, visão dupla e dor de ouvido.

Esses sintomas associados a exames neurológico e otológico detalhados são premissas para se realizar um exame de imagem.

Diagnóstico de Neurinoma do Acústico:

O diagnóstico vem aumentando em virtude da proliferação dos exames de imagem. Em um primeiro momento, o diagnóstico do neurinoma do acústico é feito com base na história e exame físico do paciente, posteriormente associado a um exame complementar de imagem, tomografia de crânio e/ou ressonância magnética.

Em alguns casos é necessário diferenciar esse tumor de meningioma cerebral ou metástase cerebral.

Tratamento de Neurinoma do Acústico:

O neurinoma do acústico é um tumor que muitas vezes apresenta um crescimento lento. Dependendo da idade, o tamanho do tumor e das opções do paciente, pode-se acompanhar o tamanho de tumor por exames de imagem e tratar conforme a evolução da doença.

O tratamento cirúrgico é realizado através da microcirurgia e é a melhor opção para tumores que produzem vertigem. A radiocirurgia é indicada para pacientes idosos, com problemas de saúde e recorrência do tumor.

Ambas as técnicas têm seus riscos. A melhor escolha do tratamento para neurinoma do acústico é a que irá trazer mais chances de preservação da audição e do nervo facial.


Dr. Gustavo Rassier Isolan
CRM: 28493 RQE: 16501

Possui graduação em Medicina pela Universidade Católica de Pelotas (1998), mestrado em Princípios da Cirurgia pela Faculdade Evangélica do Paraná (Defesa de tese em Gliomas – 2003) e doutorado em Medicina (Defesa de tese em Gliomas – Clínica Cirúrgica) pela Universidade Federal do Paraná (2005).

 

 


foto 3x4 do neurocirurgiao rodrigo mafaldo

Dr. Rodrigo Cadore Mafaldo
CRM: 30475  RQE: 25595

Realizou residência médica em neurocirurgia no Hospital Santa Monica, GO.
Fellowship Minimally Invasive Cranial Surgery, em Ohio State University, USA.
Advanced Technics Young Neurosurgeon – Tübingen University Germany.